You are currently viewing Cuidar de quem cuida: profissionais da Pella Bethânia aprendem técnicas de autocuidado
Formação é voltada ao autocuidado (FOTO: Édson Luís Schaeffer/divulgação)

Cuidar de quem cuida: profissionais da Pella Bethânia aprendem técnicas de autocuidado

Com o propósito de cuidar de quem cuida, a Associação Beneficente Pella Bethânia, de Taquari, está oportunizando às equipes de trabalho da instituição uma formação voltada ao autocuidado, com o propósito de fortalecer habilidades pessoais para o dia a dia. A iniciativa integra o projeto Bem Viver e é realizado por Ana Paula Genehr.

O projeto está em execução desde fevereiro e já contemplou mais de 90 profissionais da instituição. Nas oficinas são desenvolvidas práticas sobre autocuidado, cuidado coletivo e vivência da espiritualidade, voltadas para a saúde mental dos profissionais, fortalecendo habilidades pessoais para lidar com as situações do dia a dia.

As atividades são realizadas pela assistente de gestão da Pella Bethânia, pastora Ana Paula Genehr, que, dentre outras formações, é mestre em Dimensões do Cuidado e Práticas Sociais, facilitadora de Técnica de Liberação de Estresse (TRE) e consultora em Psicotraumatologia. Inclusive, o Projeto Bem Viver promove suas atividades baseadas na formação em Psicotraumatologia realizada por Stiftung Wings of Hope, da Alemanha.

Dentre os objetivos desenvolvidos está vivenciar propostas de espiritualidade e mindfullness; refletir como nosso corpo responde a situações de estresse e trauma, através da psicoeducação; e fortalecer os recursos internos com técnicas de autorregulação. O projeto é organizado pela Coordenação de Diaconia da Secretaria da Ação Comunitária da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) e executado com recursos aprovados junto à Federação Luterana Mundial.

Formação é voltada ao autocuidado (FOTO: Édson Luís Schaeffer/divulgação)

Resultados que fazem a diferença no dia a dia

De 90 profissionais da Pella Bethânia que já participaram dos encontros:

– 96% expressaram que os encontros foram importantes para a sua atividade profissional;

– 97% dizem que as técnicas de autocuidado contribuem para o seu bem-estar;

– 90% dizem que as técnicas de autocuidado fortalecem e ajudam a cuidar de outras pessoas.

Dentre as participantes está a coordenadora de Infraestrutura da Pella Bethânia, Mônica Castro. “A formação foi uma experiência incrível, pois me permite fazer coisas que há 20 anos eu não fazia, como deitar em uma rede e respirar, sair do automático, ter momentos de reflexão do interior da minha vida. É muito bom poder sentir o seu próprio eu. Continuo usando as técnicas no meu dia a dia, como a da respiração, que está me ajudando muito nas minhas atividades”, frisa.

A cuidadora Magda Junqueira também foi uma das participantes e, da mesma forma, avalia positivamente a formação. “O curso foi maravilhoso, pois aprendemos muitas técnicas de autocuidado, de como buscar recursos para se autodefender, de buscar nas memórias de infância um lugar seguro. Toda vez que nos sentimos inseguros, vamos até este lugar imaginário para nos acalmarmos. São aprendizados que levarei para a vida, técnicas que vão deixar meu dia a dia ainda melhor”, enaltece.

Conforme a ministrante das atividades, Ana Paula Genehr, as técnicas que são vivenciadas têm reflexo direto no dia a dia das pessoas participantes. “Muitas vezes não nos damos conta de parar alguns minutos e reorganizarmos nossas ideias ou, ainda, achar um lugar seguro por meio dos nossos pensamentos para, então, resolvermos os conflitos do dia a dia. E essa formação visa justamente oportunizar isso e, consequentemente, melhorar mais ainda as relações diárias das pessoas participantes”, pontua.

O coordenador geral da Pella Bethânia, Dério Milke, observa que formações como esta oportunizada pelo projeto Bem Viver vão ao encontro da proposta de qualificar constantemente o trabalho executado na instituição. “É uma forma de cuidarmos de quem cuida com tanta dedicação, amor e profissionalismo as pessoas acolhidas pela Pella Bethânia. Consequentemente, temos uma equipe de trabalho cada vez mais qualificada para lidar com as situações diárias com as quais se depara”, coloca.

Formação é ministrada por Ana Paula Genehr (FOTO: Édson Luís Schaeffer/divulgação)
Formação oportunizou às pessoas participantes memórias da infância que representam um lugar seguro (FOTO: Édson Luís Schaeffer/divulgação)

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer